Marketing nas redes sociais: como fazer?

Nos últimos anos, as redes sociais tem alcançado um destaque cada vez maior como nova forma de interação e de comunicação interpessoal. Se você é um empresário antenado ou um profissional de comunicação, já deve ter percebido que isso atigiu em cheio a forma de fazer propaganda e marketing.

O crescimento das redes sociais é um fenômeno de comunicação sem precedentes, onde as relações interpessoais, nela estabelecidas,  são capazes de influenciar grande parte do comportamento da vida de seus membros.

Para o seu negócio, essa incrível capacidade representa e influencia na decisão de compra e consumo. Porém, existem aspectos muito importantes que devem ser levados em conta na hora de se montar uma estratégia de marketing nas redes sociais. Essa estratégia vai muito além de compartilhamento de memes, citações ou ofertas.

Nesse artigo descreveremos quais caminhos você deve seguir para obter o máximo de resultados em nas redes sociais através do marketing digital.

 

 Alguns bons motivos para ter uma presença nelas

Como já foi dito logo no início artigo, o crescimento das redes sociais é um fenômeno de comunicação sem precedentes. Isso implica que sua capacidade de aproveitamento ainda está em amplo desdobramento.

Se falarmos somente do Facebook, já estaríamos falando de cerca de 1,5 bilhões de membros ativos no mundo. Esse número corresponde a aproximadamente a 20% da papulação mundial em uma única rede social. O  Instagram, a rede social que mais cresce  (23% ao ano), junto com o Linkedin, que é a maior rede de profissionais do mundo, onde são feitas contratações, realizações de negócios, e hoje está se tornando uma das maiores plataformas de compartilhamento de conteúdo relevante, já são mais que o suficiente para demonstrar que as redes sociais não são simplesmente o “local” onde você da uma olhadinha no que seus amigos estão fazendo, ou postar fotos do final de semana.

Se você não está utilizando esse potencial, provavelmente está perdendo muitas oportunidades de negócios. E como nós, da Pulse consultoria em marketing digital, odiamos ver você perdendo dinheiro, resolvemos te dar algumas dicas de como trabalhar de forma correta nas redes sociais. Então, vamos lá!

Quais redes sociais você sua empresa deve estar?

Depende do qual é o seu negócio. Você deve estar onde seu público também está.

Por exemplo, se seu público são homens de faixa etária entre 40-50 anos não adianta sua empresa ter um perfil no Instagram, já que o público do dessa rede social são jovens de 16 a 32 anos, em sua maioria mulheres.

Entende? Um grande erro da maioria das empresas quando se trata de marketing nas redes socais está em seguir os extremos: ou a empresa não está em nenhuma rede social ou quer estar em todas.

Se você quer resultados, se preocupe em conhecer seu público e saber onde ele está. Isso vai otimizar seus resultados e reduzir seus esforços. Quando você descobrir essa resposta, estabeleça uma presença e faça com que seja encontrado.

Como montar uma estratégia de marketing nas redes sociais

Nós aqui na PULSE nos preocupamos  com resultados, então não vamos falar o que todos falam, vamos te contar o real segredo do marketing nas redes socais, que se chama experiência do usuário.

Mas o que seria isso?

Bem, vamos chamar as interações entre o usuário e a rede (internet) em relações de consumo. Por exemplo, ao navegar nos feeds do seu Instagram você está “consumindo” as fotos que seus amigos postam e daqueles que você segue. Geralmente, você só curte as fotos que te chamaram a atenção, seja por ser engraçada, ser uma curiosidade, não importa, contanto que seja algo que você gostou. Nesse momento você está “consumindo” essa foto.

As relações de consumo se consolidam quando você encontra algo de seu gosto naquela rede social específica. Sua experiência de usuário no Instagram se resumiria a consumir fotos ou pequenos vídeos de até 15 s.*(Agora, com as recentes mudanças dessa rede social, foram inseridas novas ferramentas que permitem a saída para links externos, vídeos de até 60 s entre outras).

Suponhamos que, repentinamente, nos seus feeds começam a aparecer textos longos como este artigo, com certeza isso vai te causar estranheza, pois isso estará totalmente fora da sua experiencia como usuário do Instagram.

Tá bem, mas isso é óbvio não? nem tanto…

Muitas vezes as empresas tentam impor seus produtos em redes sociais onde o usuário não tem essa experiência de consumo tão direto e portanto, não está preparado para receber ofertas. Redes socais não são veículos de massa, onde você lança sua marca para o maior número de pessoas do seu público alvo na esperança de conseguir algum retorno que não é mensurável.

Sabe porque o Google e o Facebook fazem tanto sucesso? Por que eles se preocupam com a experiência do usuário.

O Google (em poucas palavras) sempre se preocupou em fornecer o melhor conteúdo  para aqueles que utilizam sua ferramenta de busca (Page Rank). O Facebook, com o EdgeRank, seleciona o que condiz com os interesses de seus usuários. As pessoas confiam nos resultados do Google e confiam no Facebook.

Lance ofertas que pareçam postagens comuns. De forma sutil, se possível sem mencionar preços, pois se a pessoa realmente tiver interesse terá de entrar em contato com você por inbox ou direct, e então fica muito mais fácil negociar. Agora, se o seu diferencial for o seu preço, fique à vontade, mas faça sua publicação ser a mais natural possível.

Seja simples, não tente fazer um panfleto online. Você só tem em média 3 s para atrair a atenção e causar interesse no usuário, por isso, seja direto.

Mas se a sua estratégia está mais voltada para o crescimento e divulgação da sua marca (branding) o segredo é investir em conteúdo humanitário. Conteúdos (postagens) que remetam a sentimentos e emoções. Mas faça isso com bom gosto é claro. Nada de por gente passando fome nem nada do tipo. Você tem imprimir nos usuários aquilo que a sua marca pode trazer para a vida delas.

Histórias de clientes que tiveram uma boa experiência com a sua empresa pode ser uma bom início. Mostrar sua equipe de trabalho e seus colaboradores ajudam a conquistar a simpatia do seu público.

Nesses casos, número de curtidas na página e engajamento são as principais métricas que você deve se preocupar. Se você fizer tudo direitinho, no “final do dia” você terá conquistado defensores para a sua marca, não somente clientes.

Dificuldades que você vai encontrar

Nas redes sociais, principalmente no Facebook, uma tendência cada vez mais forte de se reduzir o alcance orgânico das publicações. O que é isso? Basicamente orgânico é toda publicação que não é patrocinada nem é impulsionada (essas ações exigem pagamento).

Para você te ruma ideia, a taxa de alcance orgânico de uma Fan Page é 6% da seus fãs. Isso significa que se sua Page tem 1000 curtidas, somente  60 fãs visualizarão sua publicação em seus feeds.

Como você vence isso? Bem, organicamente a única forma de melhorar o seu EdgeRank é mostrando para o Facebook que seu conteúdo é realmente relevante para seus fãs. Você consegue isso quando suas publicações tem uma alta taxa de compartilhamento, e comentários.

Chamamos publicações assim de “bomb posts”, e para conseguir uma frequência de bomb posts você deve conhecer muito bem a o que seu público busca e a sua experiência na rede social.

A outra opção é investindo em Face Ads, que é a mídia paga do Facebook e também do Instagram. É nele que você fará anúncios e impulsionará publicações. Não é nenhum bicho de 7 cabeças. Os custos são muito inferiores aos de veículos de massa, mas você precisa tomar muito cuidado na segmentação para não acabar jogando dinheiro fora.

Certeza de resultados

Se tem algo que nós podemos te garantir é que marketing nas redes sociais trazem resultados. É só olhar a sua volta, ou melhor, na sua tela. Muitas empresas vem conseguido fechar muitos negócios graças as suas estratégias nas redes sociais.

Você não deve pensar em redes socais como um fim em si mesmas. O Fã da sua página do Facebook é do Facebook. Se ele decidir que você não pode mais publicar no Face ele o Fará. Mesma coisa é o Instagram, Linkedin, Youtube, Twitter ou qualquer outra rede.

O marketing nas redes sociais é essencial no estabelecimento da  presença online do seu negócio, e também, na construção da sua audiência. Mas elas devem servir de atração para o seu tráfego próprio, onde você poderá trabalhar a intenção de compra desse seu público e gerar leads.

A partir daí se abrirá um mundo de oportunidades para escalar seus resultados com a internet.

Conclusão

Esperamos que esse artigo possa ter sido útil de alguma forma para você e seu negócio, essa é a nossa intenção no Marketing que Funciona, trazer conteúdo realmente relevante para ajudar você e sua empresa a alcançarem mais oportunidades de negócios.

Fique à vontade para deixar seu comentário, tirar dúvidas ou, se desejar, fale com um dos nossos consultores. Obrigado pela atenção e até a próxima!

4 comentários em “Marketing nas redes sociais: como fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *