Cadastro em sites de buscas ainda é importante para SEO?

As práticas de SEO (Otimização para Mecanismos de Buscas) são cruciais para o sucesso de qualquer estratégia de Marketing Digital. E entre as técnicas utilizadas, uma muito importante é a construção de links, chamada de Link Building.

cadastro em sites de buscas foi amplamente utilizada como técnica de construção de links, porém, atualmente, muito se especula sobre sua relevância perante as atualizações do algorítimo do Google. O que são os famosos “diretórios” da web, que relevância tais buscadores tem hoje na qualificação do PageRack e como trabalhar de forma correta essa estratégia, é o que discutiremos nesse artigo.

Qual a diferença entre sites de buscas (diretórios) e mecanismos de busca?

Sites buscas (diretórios)

São como catálogos, o nome mais correto seria diretório. Nele são cadastrados sites por categoria de assuntos e públicos, aos quais se destina os conteúdos. Esse cadastro é feito com a disponibilização do link da página. Geralmente esses link receberá alguma classificação, como estrelas, ou escalas de 0 a 5, que possam servir de mesuração da qualidade do conteúdo da página. A exemplo: Yahoo!, O apontador, Catálogos de profissionais e etc.

Mecanismos de buscas

Já esses, são sites que fazem um rastreamento das páginas da internet a serem exibidas como resultados de buscas por temas relacionados a seus conteúdos, mais especificamente, por palavras chave. Esse processo é feito através da indexação das páginas, que serão analisadas perante critérios específicos do mecanismo de buscas (o algorítimo), receberam determinada posição nos resultados dessa busca. A exemplo, temos o próprio Google, Bing e Altavista.

Como surgiram ambos

Antes de existir o Altavista, muito menos o Google, a forma de navegar na internet era muito diferente. A única forma de se acessar um site era conhecendo a URL (o endereço do site) e inserindo-a na caixa de entrada do navegador. Então, a primeira solução que se inventou para poder encontrar sites novos, e sobre temas específicos, foram os diretórios. O primeiro grande diretório foi o Yahoo!.

Por muito tempo eles imperaram, mesmo depois da criação dos mecanismos de buscas, quando fazer cadastro em sites de buscas era uma prática quase que obrigatória. Isso acontecia, pois alguns deles eram falhos e não tinham muita credibilidade devido a publicidade de venda de posições nos resultados de buscas.

O Google mudou isso. Seu algorítimo ultra sofisticado, chamado de Page Ranck, qualificava o conteúdo fazendo uso de mais de 200 critérios diferentes. Essa qualidade na classificação de conteúdos foi crucial para que se criasse a cultura de confiança e dependência dos mecanismos de busca que temos hoje.

Claro que isso não aconteceu de uma hora para outra, os Diretórios até hoje são usados para consultas de sites e pesquisas, porém não tem mais a mesma necessidade que teve no passado. O próprio Google já teve seu próprio diretório, o Google Directory, pouquíssimo conhecido.

Como o cadastro em sites de buscas influenciou no Page Rank

Dentre esses mais de 200 critérios que, se observados, podem garantir um bom posicionamento nos resultados de buscas, o Google sempre deu muita importância para construção de links (link building). A lógica é simples, quanto mais páginas tomam a sua como referência, isso constrói uma reputação para o seu site, isso quer dizer que seu conteúdo merece as melhores posições nos resultados.

Foi ai que os diretórios e o cadastro em sites de buscas entraram. Na sua equação, o Google contou os links em diretórios como sendo elemento importante na construção da reputação dessas páginas. E quanto melhor for a classificação do seu site dentro do diretório (mais estrelas, ou pontuações), mais valor esse link somará para a página “linkada”.

Isso foi verdade por muito tempo, em uma época que o algorítimo do Google era mais “burro”, ou seja, só “contabilizava os acertos”, mas não era capaz de interpretá-los. O problema é que, quando compreenderam isso, os usuários começaram a vender links em sites fantasmas (que só existiam para por links, não tinham conteúdo). Com isso sites que tinham um péssimo conteúdo acabavam sendo bem posicionados nos resultados, simplesmente por essa construção de links.

O Google percebeu e isso mudou seu algorítimo. As constantes atualizações do de seu algorítimo o fizeram ter uma capacidade muito mais interpretativa, isso fez com que, o Google não somente percebesse esses links desconexos, como também penalizasse aqueles que se utilizavam de tais práticas.

Como o Google vê os sites de buscas, hoje

Com o tempo, os próprios diretórios e sites de buscas tem perdido importância, inclusive para os usuários. Isso fez com que o Google, desde 2008, retirasse de suas guidelines (uma espécie de guia que o Google disponibiliza) aos webmasters a recomendação de fazer o cadastro em sites de buscas.

Isso não quer dizer que ele desconsidere completamente os links mencionados nesses diretórios, mas demonstra-se que dará bem menos importância a eles do que fora em outros momentos. E essa importância tende a diminuir com o tempo ainda mais.   

Agora, o que nós recomendamos

A recomendação que fazemos é que, contanto que tais diretórios sejam bem conceituados e relevantes para seu negócio (e de preferencia gratuitos), o cadastro em sites de buscas, pode sim, ajudar na construção de links da sua página e agregar valor na reputação dela perante o PageRank. Por isso, ainda vale a pena fazer o cadastro em sites buscas.

Nós da Pulse, somos uma Consultoria em Marketing Digital, e temos levado nossos clientes a alcançar ótimos resultados com Marketing Digital. Se você precisa de ajuda com Marketing Digital entre em contato conosco, aqui, através do blog, ou através do site.

Esperamos que esse conteúdo possa ter sido realmente útil e esclarecedor para você. Fique atento para mais conteúdos que publicaremos aqui no blog e nas redes sociais e descubra tudo que o marketing Digital pode fazer por Você e pelo seu negócio!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *